O empresário polêmico que seria amigo do juiz

Mário Peixoto, uma das figuras que prosperou nas sombras do governo do PMDB do Rio de Janeiro nos últimos anos, administrando UPAs e com contratos que somam R$ 1 bilhão, é um dos grandes apoiadores da candidatura de Wilson Witzel (foto), o ex-juiz que está no segundo turno do Rio de Janeiro. A informação é do colunista Lauro Jardim, de O GLOBO.

Segundo o Pastor Everaldo, presidente do PSC, tem dito a diferentes interlocutores, Peixoto tem ajudado Witzel em diferentes empreitadas: desde recursos para a campanha até o programa de governo.

Peixoto foi apontado na delação de Jonas Lopes de Carvalho Neto, filho do ex-presidente do TCE do Rio de Janeiro, como o responsável pelo pagamento de um mensalão de R$ 200 mil aos conselheiros do TCE-RJ.

Agenda do Poder
Todos os direitos reservados - 2013